R e Shiny para não Programadores e usuários de Excel – Uma Mapa de Pontos Turísticos da sua Cidade em R 1/4

November 10, 2016 no comments Posted in Análise de Dados

Aqui uma série de conceitos para uma aplicação (simples) mas relativamente completa em R para a publicação de dados em mapas.

Ainda não tocaremos em “Análise de Dados”, apenas em como visualizar Locais, mas apresentaremos uma série de conceitos indispensáveis para um que os nosso scripts em R comecem a ter recursos mais robustos e principalmente possam ser replicados e publicados.

O script a seguir tem os seguintes componentes que ao nosso ver contemplam uma série de cenários de usos mais corriqueiros.

  1. Importar um arquivo/planilha Excel com dados de capitais do Brasil
  2. Filtrar colunas do arquivo importado
  3. Filtrar linhas do arquivo importado
  4. Geocode Reverso das Coordenadas Geográficas, latitude e longitude
  5. Visualizar as capitais filtradas em um Mapa leaflet
  6. Exportar o resultado como uma página HTML

Vamos lá.

Requisitos?  RStudio versão desktop, 1.04 ou superior.

Esse post está sendo escrito após o lançamento da versão 1.0 do RStudio em 2016, que tornou a importação de arquivos e a publicação de resultados bem mais agradável. Se ainda não tem o RStudio, trate de instalar a versão desktop [1]. Se você tem recursos para instalar a versão servidora na intranet da sua empresa, melhor ainda, pois todos os interessados dentra do seu espaço de trabalho podem se beneficiar.

Importar um arquivo Excel com dados de capitais do Brasil

Aqui a parte legal do novo RStudio, as telas falam tudo, veja:

Aba Environment, Import Excel. Aproveite e perceba logo as opções de importação SAS, STATA, SPSS.

Screen Shot 2016-11-10 at 10.21.03.png

Se estiver conectado a internet o RStudio vai verificar a necessidade de instalação de pacotes adicionais para a tarefa e irá emitir um alerta. Aceite.

screen-shot-2016-11-10-at-10-23-53

Bem aqui vem a parte super cool, uma janela se abre,

screen-shot-2016-11-10-at-10-25-00

voce seleciona o seu arquivo,

screen-shot-2016-11-10-at-10-25-28

um preview dos dados são apresentados,

screen-shot-2016-11-10-at-10-25-50

Primeira linha tem nomes das colunas?

screen-shot-2016-11-10-at-10-26-17

o código que gerou o preview e que iremos inserir em nosso script

screen-shot-2016-11-10-at-10-26-04

aceite e pronto os dados já importados para um data frame com o mesmo nome do arquivo sem a extensão .xlsx.  O arquivo era “capitasMetrico.xlsx”, agora temos um data frame capitaisMetrico para trabalhar.

screen-shot-2016-11-10-at-10-26-35

Aqui o código ja inserido no script.

E aqui uma pausa para falar em Diretórios e Referências dentro dos códigos em R. O código gerado faz uma apontamento ao caminho físico completo onde está o nosso script, o que é problema, toda vez que movermos esse script teremos que alterar o código.

Se você pretende que o script seja executado no próprio RStudio, mas eventualmente em em outra pasta, o próprio RStudio facilita a nossa vida,  vá no menu SESSION > To Source File Location. Pronto ele ajustará o diretório de trabalho para a pasta aonde está o seu script.

Screen Shot 2016-11-10 at 10.41.52.png

Mas é possível automatizar ainda mais e evitar essa ida ao meu Session. Basta inserir o comando abaixo logo

em uma linha que anteceda a qualquer comando que pretenda referenciar arquivos externos.

Feito isso agora o nosso script pode fazer referências relativas a diretórios que estão dentro da pasta do script.

Agora podemos mover a vontade toda a pasta para outros locais sabendo que as referências não serão afetadas.

Uau, ficou grande demais. 🙂

Teremos que continuar em outra publicação.

Referências

Choose Your Version of RStudio – RStudio Desktop  https://www.rstudio.com/products/rstudio/download3/

Leave a Comment

Related Story
%d bloggers like this: